- Publicidade -
11.5 C
Brasília
- Publicidade -

Saúde na cidade de SP registram falta de vacina contra Covid-19 durante a tarde

Algumas unidades básicas de saúde voltaram a enfrentar desabastecimento de doses da vacina contra a Covid-19 durante a tarde desta terça-feira (29) na cidade de São Paulo, em especial quem esperava tomar a segunda dose da CoronaVac. Nesta terça, começaram a ser imunizadas na capital as pessoas com 44 anos ou mais.

Em uma unidade de saúde na Zona Sul de São Paulo, a fila de espera era tão grande que a assistente editorial Adriana Lima desistiu de esperar. “Não dá pra ficar esperando, porque a gente precisa trabalhar, né?”, disse ela

A informação dada pelo posto era a de que não havia previsão para o reabastecimento.

A técnica em enfermagem Ligia Ferreira tinha que tomar a segunda dose da CoronaVac, mas saiu sem a vacina. “E eu vim tomar minha segunda dose para o retorno do trabalho, que venceu ontem, e ela disse pra mim que não tem previsão de chegar CoronaVac, que não tem CoronaVac. Em outros postos eu já perguntei, porque soube que aqui não tinha… vim hoje porque sabia que ia chegar vacina, porém não chegou”, disse ela.

No começo da tarde, o “Filômetro”, página da prefeitura que informava a situação de espera nos postos, divulgava que 12 unidades de saúde aguardavam por doses.

A capital paulista recebeu 264 mil doses da AstraZeneca e, no final da tarde, chegou a Guarulhos, na Grande São Paulo, 1 milhão de doses prontas da CoronaVac, que irão para o Programa Nacional de Imunização (PNI).

Segundo o governo do estado, mais de 40% da população do estado já tomou pelo menos uma dose da vacina contra Covid. São 24,9 milhões de doses aplicadas, sendo 18,6 milhões da primeira dose. Mais de 6,1 milhões de pessoas estão com a imunização completa – tomaram a segunda dose ou a dose única da Janssen, número que representa 13,27% da população geral.

Sobre a falta de vacinas durante o dia, a Secretaria Municipal da Saúde disse que os postos estão em processo de reabastecimento e que faz remanejamentos para garantir a vacina nas unidades. Se não tiver o imunizante da segunda dose, a Unidade Básica de Saúde (UBS) deve avisar à pessoa quando a remessa chegar.

Comentários

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -

Continue Lendo