- Publicidade -
24.5 C
Brasília
- Publicidade -

Diplomacia brasileira se manifestou e pede respeito a direitos de mulheres e meninas afegãs

O Ministério das Relações Exteriores do Brasil divulgou na noite desta segunda-feira (16/8) um informe com a posição do Brasil sobre a crise no Afeganistão. A preocupação com violações dos direitos humanos e maneiras de impedir que elas ocorram, como a atuação plena das forças de paz da ONU, são citadas pelo Brasil na nota oficial.

Com a retirada das tropas norte-americanas e a evacuação do Afeganistão por estrangeiros, o gruo extremista Talibã assumiu o controle do país e já era despacha no Palácio Presidencial na capital, Cabul.

Com a mudança de regime, moradores temem a volta de violações aos direitos, sobretudo das mulheres, e de uma série de proibições que ocorriam na década de 1990, quando o grupo insurgente ocupou o poder pela primeira vez.

Veja a íntegra da nota do Itamaraty:

“O governo brasileiro expressa sua profunda preocupação com a deterioração da situação no Afeganistão e as graves violações dos direitos humanos.

Manifesta, igualmente, apreensão com o aumento da instabilidade na Ásia Central e seu potencial impacto em outras regiões.

O Brasil espera o rápido engajamento das Nações Unidas para o estabelecimento de canais de diálogo e espera que o Conselho de Segurança possa atuar para assegurar a paz na região. É essencial assegurar a atuação plena da Missão de Assistência das Nações Unidas no Afeganistão (Unama).

O governo brasileiro conclama os atores envolvidos a proteger os civis, respeitar o Direito Internacional Humanitário, garantir o acesso desimpedido da ajuda humanitária e respeitar os direitos fundamentais do povo afegão, em especial de mulheres e meninas.

É necessário preservar os ganhos obtidos nas últimas décadas em matéria de proteção de direitos humanos, fortalecimento da democracia e desenvolvimento socioeconômico no Afeganistão.

Não há registro de brasileiros atualmente residindo ou em trânsito no Afeganistão. Os telefones de plantão da Embaixada do Brasil no Paquistão (+92 300 8525941), que tem a jurisdição consular sobre o território afegão e da Divisão de Assistência Consular do MRE (+55 61 98197-2284) estão disponíveis para qualquer nacional que se encontre no país e necessite urgentemente de auxílio”.

Comentários

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -

Continue Lendo