Insumos para CoronaVac chegarão ao Brasil ‘nos próximos dias’, diz Bolsonaro

BRICS, Bolsonaro, Itamaraty, Xi Jinping | Sérgio Lima/Poder360 00.nov.2019

De acordo com o presidente, exportação de 5.400 litros de matéria-prima foi aprovada pelo governo chinês

O presidente  Jair Bolsonaro afirmou que foi informado pela Embaixada da China no Brasil, na manhã desta segunda-feira, 25, que os insumos para a produção da CoronaVac foram liberados pelo governo chinês e chegarão ao país “nos próximos dias”. O anúncio foi feito em suas redes sociais.

Bolsonaro também agradeceu a “sensibilidade” do governo chinês e o empenho dos ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Eduardo Pazuello (Saúde) e Tereza Cristina (Agricultura). O envio dos insumos é fundamental para o Brasil dar sequência ao seu Plano Nacional de Imunização. 

O país possui cerca de 13 milhões de doses disponíveis: 6 milhões do primeiro lote da CoronaVac, 4,8 do segundo lote do imunizante do Instituto Butantan e mais 2 milhões de doses da vacina da Universidade de Oxford com a AstraZeneca, que foram distribuídas aos estados e municípios neste final de semana.

Minutos depois, o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, afirmou, em sua conta no Twitter, que “a China está junto com o Brasil na luta contra a pandemia e continuará a ajudar o Brasil neste combate dentro do seu alcance. A união e a solidariedade são os caminhos corretos para vencer a pandemia”.

“A expectativa é de que os insumos cheguem ao Brasil até o final desta semana, garantindo com isto a continuidade da fabricação e distribuição das vacinas”, afirmou Pazuello.

Deixe uma resposta