- Publicidade -
22.5 C
Brasília
- Publicidade -

Programa Renda Família Mais Mulher abre período de inscrições em Goiânia

Pagamento será de R$ 300 por seis meses consecutivos para mulheres que perderam o emprego e renda por causa da pandemia. Benefício vai ser depositado em cartão.

Programa Renda Família Mais Mulher abre período de inscrições em Goiânia; veja como fazer

A Prefeitura de Goiânia abriu o período de inscrições para Programa Renda Família Mais Mulher nesta segunda-feira (4). O auxílio financeiro é destinado a mulheres que moram na capital e que estão em situação de vulnerabilidade social por causa da pandemia. O benefício é de R$ 300 durante seis meses.

O decreto publicado pela administração municipal prevê o pagamento a mulheres que perderam emprego e renda; trabalhadoras informais, autônomas e microempreendedoras individuais, mulheres recém-saídas de abrigamentos; mulheres com medidas protetivas em situação de abrigamento; e mães solo, que criam filhos sem ajuda do pai.

O pedido de auxílio deverá ser solicitado até 31 de março de 2022, no site da Prefeitura de Goiânia, por meio de preenchimento de formulário, aceite de declaração e entrega de documentos.

Veja como fazer:

Para solicitar o benefício é preciso possuir Cadastro Único (CAD Único); estar na faixa de renda familiar per capita que se enquadra no rol de pobreza, baixa renda ou extrema pobreza; ser a responsável pela unidade familiar e maior de 18 anos.

As requerentes poderão acompanhar o andamento do processo pelo site da Prefeitura. O depósito do auxílio financeiro será feito por meio de cartão, que será entregue à mulher no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo do endereço informado no formulário.

A administração pública municipal poderá solicitar documentação complementar que demonstre a condição alegada pela requerente e demais membros do grupo familiar, que deverá ser anexada por meio do sítio eletrônico do Município de Goiânia.

O pedido será indeferido caso, por meio de dados ou ferramentas tecnológicas, a administração pública municipal verifique que a requerente e os demais membros da família não atendem aos requisitos do decreto.

A prefeitura fará entrevistas com as mulheres que fizerem o pedido por meio da Secretaria da Mulher e poderá solicitar documentação complementar quando houver necessidade. Se necessário, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano e Social fará averiguação de documentos, utilizando banco de dados, ou vistoria na casa da pessoa.

Comentários

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -

Continue Lendo