- Publicidade -
14.5 C
Brasília

Delegado da PF Júlio Ferreira é novo secretário de Segurança Pública do DF

Indicação foi oficializada no Diário Oficial. Ele assume no lugar de Anderson Torres, nomeado como ministro da Justiça.

O governador Ibaneis Rocha (MDB) nomeou, nesta terça-feira (30), o delegado da Polícia Federal Júlio Danilo Souza Ferreira como novo secretário da Segurança Pública do Distrito Federal (SSP). Ele assume o cargo após Anderson torres ser oficializado no Minsitério da Justiça.

Ferreira já atuava na pasta, ao lado do antigo gestor, como secretário-executivo. Ele também é bacharel em direito e dá aulas na Academia Nacional de Polícia Federal.

A nomeação do secretário foi publicada no Diário Oficial (DODF), no início da tarde desta terça, assim como a exoneração de Torres.

A troca de comando na secretaria foi confirmada na tarde de segunda-feira (29), após anúncio o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), anunciar uma reforma ministerial com seis trocas no primeiro escalão do governo. Além de Torres, a deputada federal Flávia Arruda  (PL-DF) também foi para o primeiro escalão do governo federal.

Por outro lado, o governador disse que não foi consultado sobre a ida de Torres para o ministério e que também não fez a indicação. Na ocasião, Ibaneis disse que procurava um perfil parecido com o de Torres para gerir a SSP-DF.

 “Não quero grandes movimentos. [Quero] alguém que dê sequência ao trabalho”, disse

Perfil

Antes de assumir o cargo na SSP-DF, Júlio Ferreira chefiou a Delegacia de Combate a Crimes Previdenciários, da Superintendência Regional do Departamento de Polícia Federal em Tocantins (TO), de 2002 a 2003.

Em 2004, ele assumiu a chefia do setor de Investigação de Desvios de Produtos Químicos, da Divisão de Controle de Produtos Químicos, cargo ocupou até 2007. Em seguida, Ferreira chefiou a Divisão de Controle de Produtos Químicos, em Brasília.

Ele também tem passagens pela Embaixada do Brasil na Bolívia, onde atuou como adido e na chefia da coordenação de repressão a crimes violentos, às drogas e facções criminosas na capital federal.

Comentários

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -

Continue Lendo