- Publicidade -
14.5 C
Brasília

Itália pretende administrar 500 mil doses de vacinas contra a Covid-19 por dia

 

O governo da Itália disse neste sábado (13) que pretende vacinar contra a Covid-19 pelo menos 80% da sua população até setembro, segundo a agência de notícia Reuters.

Para alcançar a meta, o país terá que aumentar o ritmo da campanha de vacinação. Por isso, Francesco Paolo Figliuolo, o novo comissário especial para o coronavírus, divulgou um plano nacional prevendo a administração de 500 mil doses de vacinas por dia.

Apesar dos planos italianos de acelerar a imunização, a União Europeia tem sido criticada pela lentidão do seu programa de vacinação. No esquema estabelecido em junho do ano passado, o bloco negociou a compra de vacinas em nome dos Estados-membros.

No começo de março, o governo italiano bloqueou a exportação para a Austrália de 250 mil doses da vacina da AstraZeneca/Oxford.

A decisão veio após a AstraZeneca informar que fornecerá apenas 40% do acordado que havia feito com UE nos primeiros três meses do ano. A companhia disse estar enfrentando problemas de produção para justificar o déficit.

A Itália registrou 101.881 mortes desde o início da epidemia, o segundo maior número de mortos na Europa depois da Grã-Bretanha e o sétimo maior do mundo. O país tem 3,2 milhões de casos de infecção até o momento, de acordo com a Reuters.

Comentários

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -

Continue Lendo