- Publicidade -
24.5 C
Brasília
- Publicidade -

Governador do GDF Ibaneis Rocha assina ordem de serviço para o Hospital Oncológico

O governador Ibaneis Rocha (MDB) assinou, na manhã desta quarta-feira (9/6), a ordem de serviço para a construção do Hospital Oncológico de Brasília doutor Jorfran Frejat.

A cerimônia contou com a participação da viúva do médico, Denise Frejat, da filha dele, Graziela Frejat, e de outros familiares.

O solenidade autoriza a empresa vencedora da licitação a começar as obras. Pela projeção da Secretaria de Saúde, o centro médico terá capacidade de realizar até 9 mil atendimentos por ano.

Este será o primeiro centro especializado no tratamento de pacientes com câncer do Distrito Federal. O hospital será erguido em um terreno de 40 mil metros quadrados no Setor de Áreas Isoladas Norte (Sain), próximo ao Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB).

A unidade contará com consultórios multidisciplinares, alas para tratamento de quimioterapia, radioterapia, medicina nuclear, endoscopia e salas de cirurgia conjugadas, além de espaço para realização de exames de imagem como mamografia, ultrassom e raio-X.

Terá ainda 172 leitos disponíveis, sendo 20 de unidades de terapia intensiva (UTI) e 152 de internação. Serão investidos mais de R$ 99 milhões, recursos liberados pelo Ministério da Saúde, por meio da Caixa Econômica Federal.

Ibaneis Rocha na assinatura da ordem de serviço para construção do Hospital Oncológico de Brasília

Na oportunidade, o governador Ibaneis entregou flores para a viúva Denise Frejat.

“Essa homenagem feita à Jofran Frejat é uma homenagem feita para Brasília. Político experimentado. Um homem que participou de tudo que tem de bom na saúde do DF. A memória dele vai ficar eternizada nessa obra”, afirmou.

Ibaneis comentou a nomeação de sete mil servidores na Saúde, desde o início do seu governo e os avanços na Saúde do DF.

“Esse hospital nasce com uma história que vem lá de trás. Quando assumimos o governo, esse convênio estava perdido. Fomos à Justiça, ganhamos o processo e depois de dois anos e meio de briga, chegamos ao ponto de colocar o hospital de pé. Talvez eu não entregue essa obra, mas com certeza, será marcado o início de quem a possibilitou.”

“Brasília vai se tornar o maior centro de referência oncológico da região Centro-Oeste, expandindo para o Norte e Nordeste. Não vai faltar recursos. Serão R$ 44 milhões de contrapartida do GDF. Eu estou devolvendo para essa cidade um pouco do que ela me deu. Brasília me deu tudo. Tudo o que eu fizer para a minha cidade e meu povo, é pouco para agradecer o que ela me deu”, acrescentou.

O presidente da Novacap, Fernando Leite, disse que o hospital é o sonho de referência de diversos médicos. “Não é um hospital qualquer. Serão três pavimentos, cinco blocos e alta tecnologia de tratamento. Uma obra social. Com homenagem à Jofran Frejat que tinha como sonho essa unidade.”

O secretário de Saúde do Distrito Federal, Osnei Okumoto, comemorou a assinatura para o início das obras. “Com grande satisfação vamos atender a população do DF e tornar a capital um centro de referência no tratamento em todo o país. Fica aqui a nossa esperança de resolutividade na ontologia”, pontuou Osnei.

Informações Metrópoles

Comentários

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -

Continue Lendo